Casa do Brasil presenta su Ciclo Cultural: “BRASILEIROS MEMORÁVEIS”

Tenemos el agrado de presentarles nuestro ciclo de actividades culturales para este año.

Casa do Brasil presenta su Ciclo Cultural:

“BRASILEIROS MEMORÁVEIS”

Un pequeño (y gigante) puñado de hombres y mujeres, comunes y excepcionales, provenientes del arte, la academia y el deporte, cultos y populares, jóvenes, maduros y eternos, unidos -por al menos- dos características: ser brasileños y haber vivido de modo tal, que sus existencias y contribuciones a la vida social y cultural de Brasil permanecen, permanecerán siempre memorables.

Abril:
AYRTON SENNA

“O segundo lugar é o primeiro perdedor.
Queremos ser o número 1.”

Ayrton Senna (1960-1994) foi tri-campeão mundial e um dos maiores pilotos da história do automobilismo. É considerado um dos maiores ídolos do esporte no Brasil, ganhando inclusive a alcunha de herói nacional por parte da mídia especializada.

Maio:
CARLOS DRUMMOND

“Ser feliz sem motivo é a mais
autêntica forma de felicidade.”

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) foi um poeta, contista e cronista brasileiro, considerado por muitos o mais influente poeta brasileiro do século XX.

Junho:
SEBASTIãO SALGADO

“Sou apenas um fotógrafo curioso.”

Economista de formação, Sebastião Salgado (1944) trabalhou com as agências Sygma, Gamma e Magnum Photos até fundar, com sua mulher Lélia Wanick, sua própria agência. Foi reconhecido internacionalmente e recebeu todos os principais prêmios de fotografia do mundo.

Julho:
FERNANDA TORRES

“Tenho a mesma profissão e nome dos meus pais.
Escrever é o primeiro ato original da minha vida .”

Filha do casal de atores Fernando Torres e Fernanda Montenegro, Fernanda Torres (1965) é uma premiada atriz e escritora, trabalhando em teatro, televisão e cinema.

Agosto:
CAREQUINHA

“A vida do palhaço é um drama, mas a alegria do palhaço
é ver uma  criança sorrir.”

George Savalla Gomes (1915-2006), mais conhecido pelo nome Carequinha, foi um dos mais notórios palhaços brasileiros.

Setembro:
GRANDE OTELO

“A gente tem de ser um doido, um sentimental, um idealista.
Se não for assim, não poderá ser um grande ator.”

Grande Otelo, pseudônimo de Sebastião Bernardes de Souza (1915-1993) foi ator, comediante, cantor, escritor e compositor, artista de cassinos e do teatro de revista.

Outubro:

ANTONIO HOUAISS

“Quem lê Euclides da Cunha, vê que há dois Brasis:
um inclemente, e outro vítima das inclemências.”

Intelectual de destaque, Antônio Houaiss (1915-1999) foi filólogo, escritor, crítico literário, tradutor, diplomata, enciclopedista e Ministro da Cultura.

Novembro:
MARIA BETHANIA

“A voz não é minha, é das sereias.”

Faz meio século, mudou-se para o Rio de Janeiro onde começou sua carreira musical substituindo a cantora Nara Leão no espetáculo Opinião. Irmã do também cantor e compositor Caetano Veloso, Maria Bethânia (1946) é uma das principais vozes da música brasileira.